Você já está surfando a onda do UEM?

A palavra UEM passou por algumas mudanças. Nos últimos 15 anos, observamos a utilização da palavra UEM em grande parte das apresentações e demonstrações de produtos da indústria de tecnologia. Em um ambiente Citrix ou VDI “User Environment Management” este termo ser refere ao gerenciamento de persona de um usuário oferecendo uma experiencia consistente para desktops Windows.

Ao longo dos anos os fornecedores e as soluções como AppSense, RES Software, Immidio, Sepago, Liquidware, Norskale, Perfis RTO e até mesmo a própria UEV da Microsoft merecem destaque no espaço UEM. Algumas dessas soluções se concentraram em problemas do perfil roaming do Windows, enquanto outras ampliaram sua capacidade de suporte para permitir migrações do Windows, composição da área de trabalho, políticas de segurança e muito mais.


Com o passar do tempo, algumas dessas tecnologias como RTO Profiles, Immidio, Sepago e Norskale, foram adquiridas. Alguns foram bem-sucedidos, outros nem tanto.

Hoje, no entanto, tanto a VMware quanto a Citrix têm soluções suficientemente boas para ambientes de desktops hospedados, usando ferramentas e tecnologias que adquiriram. A Microsoft agora inclui o UEV no Windows 10 e tanto a AppSense quanto o RES Software que foram adquiridas pela Ivanti também.


Indiscutivelmente, RES Software e AppSense lideram esse mercado por muitos anos com uma participação combinada de mais de 6K clientes, ambas fornecendo mais do que apenas gerenciamento de perfis e demonstrando a capacidade de expansão e suporte, para ambientes com mais de 100K, 150K e 200K Desktops. Incluindo VDI e a área de trabalho tradicional.


Por muito tempo a AppSense referiu-se à sua solução UEM como "Virtualização do Usuário” (o conceito de abstrair a personalidade do usuário do SO e aplicativos), enquanto RES Software promoveu o termo “Gerenciamento do espaço de trabalho do usuário” (simplesmente afirmando que eles poderiam gerenciar os elementos dos usuários do espaço de trabalho).


Desde a aquisição da AppSense, a Ivanti percebeu que seria necessário mudar, pois essas três letras significavam coisas diferentes para pessoas diferentes. Com a aquisição da RES Software isso se transformou em realidade. O novo nome para essas soluções focadas no usuário é UWM (User Workspace Management).

Mas o que irá acontecer com a palavra UEM? Ela deverá ser utilizada ainda mais, pois haverá uma evolução para esta sigla.

O Unified EndPoint Management (o novo UEM) está rapidamente se tornando um novo chavão da indústria, já que agora se refere a unificação do gerenciamento de todos os EndPoints, mas não apenas dos desktops Windows. Com um aumento no número de dispositivos utilizados pelos usuários, há uma necessidade real de examinar como se pode simplificar o gerenciamento do usuário e seus terminais, não apenas consolidando consoles de gerenciamento, mas também mudando a forma de como oferecer serviços de TI aos usuários e aos clientes.


Noticias, eventos e especialistas do setor estão usando a sigla UEM com mais frequência, referindo-se aos esforços acelerados das organizações em consolidar suas soluções de gerenciamento Windows, MAC e dispositivos moveis. O Gartner vem falando sobre isso a algum tempo, às vezes descrevendo a mudança para a UEM em três ondas.


AS ONDAS DO UNIFIED ENDPOINT MANAGEMENT

Esta força do UEM não é nova. O Gartner e os mercados não VDI vem fazendo o UEM acontecer há anos. Na verdade, estudos recentes do Product Advisory Council da Ivanti na Europa esclarece que seus clientes têm utilizado o UEM por muitos anos, para alguns em uma escala incrível, suportando centenas de usuários, trabalhando em uma variedade de Windows, MAC, Dispositivos Moveis e Linux, todos sendo gerenciados a partir de um console em todo mundo.


O Ivanti Endpoint Manager, (anteriormente conhecido como LANDESK Management Suite), esteve no que o Gartner historicamente chamou de “Client Management Tools” por muitos anos.

Mas graças às inovações da Ivanti e da recente aquisição da HEAT LANRev, o produto Ivanti EndPoint Manager permite agora que seus clientes gerenciem todos os dispositivos que usam, desde o Windows 7 até Apple TV e até mesmo Raspberry PI.


Essa abordagem de gerenciamento não usa apenas os métodos tradicionais mais antigos. O gerenciamento moderno para Windows e Mac também significa que as políticas de MDM disponíveis no macOS e no Windows 10 também podem ser utilizadas a partir da mesma solução.


Por esse motivo, o User Workspace Management continuará a desempenhar um papel importante em ambientes gerenciados tradicionais e modernos, tornando-se um elemento-chave na história maior do Unified EndPoint Management. Combinando com a descoberta de dispositivos, o gerenciamento de sistemas operacionais e a implantação de aplicativos, o User Workspace Management garante que a experiencia do usuário seja de alto desempenho com consistencia e que os usuários tenham acesso a seus dados, independentemente do dispositivo ou da plataforma.

Ou seja, a sigla “UEM” não será substituída por “UWM”! Em vez disso, iremos utilizar ambos os termos para o futuro previsível.

ALGUNS CLIENTES

​MÍDIAS SOCIAIS

FALE CONOSCO

Entre em contato com a nossa equipe de vendas ou solicite uma visita.

e-mail: 

contato@4deal-solutions.com.br

Telefone:

+55 (11) 3586-8237

Inscreva-se para receber nossos informativos:

 

Por favor, insira um email válido

Rua Borges de Figueiredo, 303, sala 413 | CEP. 03110-010 | Mooca | São Paulo | SP | Brasil